XIII Seminário Estadual e

XII Seminário Internacional sobre Agroecologia

V Encontro Nacional de Grupos de Agroecologia

VIII Congresso Brasileiro de

Agroecologia

25 a 28 de novembro

Centro de Eventos da PUC

Porto Alegre, RS | Brasil

INSCRIÇÕES

SUBMISSÃO DE TRABALHOS

 

Estimadas e estimados congressistas,

O objetivo principal deste evento é ser um espaço para debate, reflexão e intercâmbio de experiências e conhecimentos, teóricos e práticos, entre pesquisadores, técnicos, agricultores e cidadãos que aqui participam, contribuindo assim no processo de construção paradigmática para orientar estratégias de desenvolvimento rural e estilos de agricultura de base ecológica e com base nos princípios da Agroecologia.

Ao completar uma década desde o seu surgimento, nesta mesma cidade e local, esta edição traz como tema “Cuidando da saúde do planeta”, propondo uma reflexão crítica sobre os limites do modelo produtivo atual, onde estamos e para onde vamos, as possibilidades de se construir novas relações, com base em um novo paradigma de desenvolvimento e de agricultura. Serão motivo de debates em painéis e apresentações temas que tratam sobre: Agroecologia e Saúde Humana; uma nova visão de Economia; a importância da diversidade para a Saúde do Planeta; o papel da Agroecologia como base para a Educação e; a Saúde dos Agroecossistemas. Também teremos oportunidade de fazer uma reflexão e uma avaliação sobre os avanços e dificuldades enfrentadas nessa caminhada, especialmente, a partir da realização dos Congressos Brasileiros de Agroecologia e da constituição da ABA-Associação Brasileira de Agroecologia, fundada neste mesmo espaço, durante o II CBA -Agroecologia.

Ao longo desses 10 anos, o Congresso Brasileiro de Agroecologia (CBA-Agroecologia) consolidou-se como espaço privilegiado para a consolidação do conhecimento acadêmico, científico e empírico em Agroecologia. Cabe lembrar que a trajetória desses eventos foi precedida por Seminários Estaduais e Internacionais de Agroecologia (os quais prosseguem até hoje), iniciados em 1999, aqui em Porto Alegre, durante e com o apoio do então governo Olívio Dutra. As duas primeiras edições do CBA-Agroecologia realizaram-se aqui em Porto Alegre, passando depois a ganhar outros estados e regiões, retornando este ano em sua oitava edição.

Merece destaque o fato de que este evento, promovido pela ABA - Associação Brasileira de Agroecologia, é realizado e apoiado por um conjunto amplo de instituições e entidades, da esfera governamental e não governamental, através de um processo de construção coletiva e participativa. Como uma opção metodológica do evento, palestras mais teóricas são mescladas com apresentações de experiências mais práticas.

Outra característica desta edição do Congresso de Agroecologia é trazer para o debate relatos de experiências, apresentados por agricultores, assentados, técnicos ou pesquisadores, numa saudável articulação de saberes e conhecimentos, que é fundamental para um processo contínuo de evolução.

Além da apresentação dos painéis e das palestras dos 1055 trabalhos técnico-científicos e relatos de experiências, teremos a realização de oficinas, de Mostra de Fotografias e de Vídeos e de reuniões e encontros de grupos de interesse relacionados com o tema da Agroecologia.

Esses temas, assim como a intensidade de participação do público neste e nos eventos anteriores, colocam a necessidade de afirmação de novos valores no campo da Agroecologia que remetem para a sua interface com a saúde, a educação, a produção e consumo de alimentos, nos quais interessam não apenas os processos tecnológicos, mas também a construção de relações sustentáveis, a inclusão social, a soberania alimentar, o desenvolvimento rural com equidade, a valorização dos aspectos culturais do desenvolvimento, a diversidade, enfim, o cuidado com a saúde do planeta.

Estamos falando aqui de ciência, mas também de consciência e de persistência. Por tudo isso, a Agroecologia representa uma contribuição valiosa para promover um desenvolvimento rural socialmente inclusivo e estilos de agricultura mais parcimoniosos no uso dos recursos naturais, traduzindo princípios gerais em formatos tecnológicos específicos, adaptados à diversidade e às distintas realidades regionais. A Agroecologia vem mostrando sua potencialidade para contribuir, com seus estudos, princípios e ferramentas, para avançar nessa direção.

Nessa caminhada, tivemos perdas e ganhos. Não podemos deixar de registrar duas pessoas que partiram cedo do nosso convívio, e que eram referência para a Agroecologia no Brasil e em outros países. A criação e a trajetória dos Congressos Brasileiros de Agroecologia, assim como da Associação Brasileira de Agroecologia devem muito ao querido amigo e companheiro José Antônio Costabeber, fundador e último presidente eleito da ABA, que soube como poucos pensar, compreender e formular as bases científicas da Agroecologia. Também perdemos o Jorge Luiz Vivan, profundo conhecedor vida e da floresta, cujos encantos e interações soube traduzir nos sistemas agroflorestais que ajudou a disseminar em todo o Brasil. Com as ideias e o exemplo que nos legaram, ambos seguirão sendo fonte de sabedoria e de inspiração para nós.

Por fim, em nome da Comissão Organizadora, agradecemos o apoio e a participação de todas as pessoas que estão envolvidas nesse XIII Seminário Estadual, XII Seminário Internacional e VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia, e V Encontro Nacional de Grupos de Agroecologia – ENGA, e esperamos que, ao término destes quatro dias, possamos todos sair ainda mais fortalecidos e estimulados para cuidar da saúde do planeta.

 

Sejam todas e todos bem-vindos!

 

Gervásio Paulus

Presidente do VIII CBA-Agroecologia

Congresso Brasileiro de Agroecologia

 

 Segue abaixo a programação dividida por datas:

Acesse <aqui> a programação resumida.



                                                                                                                          

 

 





 

Dia 25/11 - Segunda-Feira

Por dia-25


Dia 26/11 - Terça-Feira

Por dia-26 

Dia 27/11 - Quarta-Feira

Por dia-27 

Dia 28/11 - Quinta-Feira

 Por dia-28-04

Nesta edição do CBA-Agroecologia vamos contar com quase oitenta palestrantes e painelistas brasileiros e estrangeiros.

Do Brasil teremos convidados e convidadas, além do Rio Grande do Sul, também de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Minas Gerais, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Pará, Maranhão, Mato Grosso, Goiás, Brasília. Uma considerável representação de todos os biomas brasileiros.

Já do exterior teremos convidados e convidadas da Argentina, Equador, México, Estados Unidos, Bélgica, França, Espanha.

Nossos convidados e convidadas estarão relatando suas experiências, vivências e pesquisas técnico-científicas nas temáticas elencadas especialmente para o VIII CBA-Agroecologia, quais sejam: a) Agroecologia e Saúde Humana; b) Agroecologia como Base para a Educação; c) Reinventando a Economia; c) Diversidade para Saúde do Planeta; e d) Saúde do Agroecossistema.

Muitos destes também fazem parte da história dos 10 anos de realização de Congressos Brasileiros em Agroecologia e foram especialmente convidados para colaborar no processo de avaliação, reflexão, bem como, de comemoração desta caminhada agroecológica. Caminhada que neste congresso tem o foco da Agroecologia cuidando da saúde do planeta.

Entre os palestrantes e conferencistas confirmados, destaque para a socióloga francesa Claire Lamine, que aborda sistemas alternativos e a ligação entre produtores e consumidores; a agrônoma colombiana, Clara Nichols que investiga as perspectivas para o desenvolvimento rural sustentável na América Latina; o economista Guilherme Costa Delgado, autor de livros como “A trajetória do capital Financeiro na Agricultura à Economia do Agronegócio”; o argentino Javier Souza, que traz a experiência da Rapal, uma rede de organizações, instituições, associações e indivíduos que se opõem ao uso massivo e indiscriminado de agrotóxicos, buscando propostas para reduzir e eliminar seu uso; o pesquisador espanhol Joan Martinez Alier, um dos principais ativistas no novo campo acadêmico da Economia Ecológica, suas áreas de interesse na pesquisa tem sido os Estudos Agrários, Economias Ecológicas e Ecologia Política; e o também espanhol e professor Manuel Gonzalez de Molina Navarro, que estuda agriculturas tradicionais orgânicas, transição socioecológica no metabolismo agrário, identidade regional de agricultores, restrições ambientais para crescimento da agricultura ou as bases teóricas para o novo ambiente histórico.

Outros palestrantes confirmados são Miguel Altieri, Paulo Niederle, Renata Menasche, Walmir Thomazi Cardoso e Wanderlei Antonio Pignati, além de Carlos Rodrigues Brandão, que fará a palestra de encerramento do Congresso, sobre Educação e transformações no campo.

Prepare-se para participar das oficinas que ocorrerão durante o VIII CBA-Agroecologia.

As inscrições ocorrerão no dia 25/11 durante o primeiro dia de congresso.

Confira aqui as oficinas selecionadas.

 

FOTO AV

 

 

 

 

 

 

 "Você sabe de onde vêm seus alimentos" 
  Sérgio Guidoux, Coletivo Aura

 

Mostra Audiovisual

Saiu a lista dos videos selecionados para a Mostra Audiovisual que ocorrerá no VIII CBA-Agroecologia, durante os dias 26 e 27 no Clube Farrapos. A equipe de curadoria da Mostra Audiovisual, composta por participantes do Coletivo Catarse e do Ponto de Permacultura do Arvoredo, selecionaram 13 videos de um total de 32 inscrições. O responsável pela inscrição deve enviar uma cópia em DVD (previamente testada) para o seguinte endereço:

Rua Fernando Machado, 464 - Centro Histórico - Porto Alegre.

Confira aqui a lista

 

FOTO CINTY

Mostra de Fotográfica

A mostra fotográfica, que visa apresentar diferentes olhares e percepções sobre o rural e as práticas da Agroecologia, acontecerá no Centro de Eventos da PUCRS, durante todos os dias do CBA-Agreocologia.As inscrições foram feitas nas categorias Fotografia Individual ou Narrativas Fotográficas, podendo ser individuais ou em grupos. Cada inscrição (coletiva ou individual) podia enviar até 3 fotografias na categoria Fotografia individual ou 2 narrativas fotográficas (até nove fotografias que componham uma narrativa).A curadoria foi realizada pelas pesquisadoras do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural/UFRGS:

-Ana Paula de Carli, cientista social e Mestre em Desenvolvimento Rural (DESMA)

-Lisiane Brolese, engenheira agrônoma e Mestre em Desenvolvimento Rural (RODA)

-Rumi Regina Kubo, bióloga e artista plástica, Doutora em Antropologia, e Professora da UFRGS..

Confira aqui a lista

 

Notícias

nada

FacebookTwitterLinkedinRSS Feed

Promoção:

Organização:

Realização:

Patrocínio: